Cálculo do IPTU

Para chegar ao valor de cada prédio ou terreno e determinar o valor do Imposto a ser lançado e recolhido através da SEMRE, a SEMADUR trabalha com as seguintes fontes básicas de informações:

1 – O CADASTRO IMOBILIÁRIO, onde consta a descrição completa do terreno (metragem, formato, topografia, etc.) e os dados da edificação (área construída, uso, conservação, tipo, etc.), setor da cidade que se localiza e a sua categoria, que pode ser Mínimo Inferior ou Superior, Baixo Inferior, Médio ou Superior, Normal Inferior, Médio ou Superior e Alto Inferior, Médio ou Superior.

2 – Estimativa atual de VALOR DOS TERRENOS, fornecida mensalmente à Secretaria pela Câmara de Valores Imobiliários – CVI com base no preço médio praticado no mercado pelas empresas imobiliárias da Capital. A SEMADUR recebe as informações distribuídas por bairros e transpõe para o mapa que divide o Município em 1.650 setores. O cruzamento dos dados da CVI com os da municipalidade formam a Planta Genérica de Valores de Terreno de Campo Grande, fixando-se o valor do metro quadrado em cada um dos 1.650 locais.

3 – O Valor básico do metro quadrado da ÁREA CONSTRUÍDA advém de fontes de pesquisas como Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil – SINAPI, Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção do Estado de Mato Grosso do Sul – SINDUSCONMS e o INCC – índice Nacional de Custo da Construção. Estes dados também são transpostos para as tabelas elaboradas pelo Município, de acordo com o tipo e padrão da construção.

4 – O MANUAL DE AVALIAÇÃO, elaborado pela SEMADUR, com base nas instruções fornecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – NBR 14.653-1 e NBR 14.653-2, é o modelo matemático através do qual se calcula o Valor Venal dos imóveis, utilizando as informações dos itens 1, 2 e 3 acima.

5 – O VALOR VENAL DO IMÓVEL, que é o valor de venda do imóvel calculado através do Manual de Avaliação.
TERRITORIAL = Valor Venal do Terreno.
PREDIAL = Valor Venal do Terreno + Valor Venal da Construção.

6 – O VALOR DO IMPOSTO

TERRITORIAL – Sobre o Valor Venal do terreno aplica-se um percentual que depende da quantidade de melhorias disponíveis, que pode ser 1,0% (nenhuma melhoria), 1,5% (uma melhoria), 2,5% (duas melhorias) ou 3,5% (três ou mais melhorias).

PREDIAL – O valor de uma edificação é a soma do valor venal do terreno com o valor venal da construção. Sobre este valor de avaliação é aplicado um percentual fixo de 1%.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.capital.ms.gov.br/